Canções de Inocência e de Experiência

14.40 

de William Blake,

tradução de Jorge Vaz de Carvalho
ISBN 978-972-37-1988-8
Editor: Assírio & Alvim
Idioma: Português
Dimensões: 125 x 187 x 16 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 128
Tipo de Produto: Livro
Coleção: Assíria

Descrição

Esta belíssima edição encadernada reproduz as gravuras originais realizadas por William Blake. Em conjunto om a magnífica tradução de Jorge Vaz de Carvalho — que foi totalmente revista para esta nova edição — este livro permite ao leitor a plena experiência do mistério e da beleza presente nos poemas e nas gravuras de William Blake.

A VOZ DO ANTIGO BARDO

Vem, juventude bela,
E vê romper a madrugada,
Imagem da verdade neonata.
Dúvida foi-se & as nuvens da razão,
Negra disputa & astuta tensão.
Loucura é infindo labirinto,
Enleio de raízes indistinto.
Quantos lá foram cair!
Nos ossos dos mortos de noite empeçados,
E só cuidados sabem sentir;
Desejam guiar mas devem ser guiados.