O Campeão do Mundo Ocidental / Cavalgada para o Mar / A Sombra da Ravina

7.00 

de J. M. Synge
ISBN: 9789728972516
Edição ou reimpressão: 06-2012
Editor: Cotovia
Idioma: Português

Categorias: , Etiquetas: , ,

Descrição

O Campeão do Mundo Ocidental
Peça em 3 actos passada na costa ocidental da Irlanda no início de 1900. Conta a história de Christy Mahon, jovem figitivo que afirma ter morto o pai. Os locais ficam mais interessados na sua história do que em condená-lo.

Pegeen (avançando para ele) E não foste lá ver se estava ferido, ou o que tinha ele afinal?
Shawn Não fui, Pegeen Mike. Era um sítio escuro e deserto para se ouvir uma coisa assim.
Pegeen Saíste-me cá um valente. E se encontrarem o corpo dele esticado lá em cima no orvalho da madrugada, o que vais tu dizer à guarda, ou ao Juiz de Paz?
Shawn (fulminado) Não pensei nisso. Por amor de Deus, Pegeen Mike, não digas que eu te falei dele. Não contes ao teu pai e aos homens quando eles chegarem; se souberem desta história, vai ser um belo falatório hoje à noite na vela.
Pegeen Talvez lhes conte, talvez não conte.
Shawn Estão a chegar à porta. E então, vais ficar calada?

O Campeão do Mundo Ocidental, JM Synge

A Sombra da Ravina
A primeira peça de Synge que foi representado. A acção passa-se numa casa isolada em County Wicklow no início de 1900. Um vagabundo à procura de abrigo encontra Nora a velar o corpo de Dan. Quando Nora sai à procura de Michael, Dan informa o vagabundo que a sua morte é uma manha. Volta a fazer de morto quando Nora volta com Michael, mas levanta-se em protesto quando Michael pede Nora em casamento. Nora parte com o vagabundo que lhe promete uma vida de liberdade.

Vagabundo Agradeço-lhe muito, patroa.
Nora Agora sente-se, forasteiro, e descanse.
Vagabundo (enchendo um cachimbo e olhando em volta pela divisão) Eu já palmilhei mundo, patroa, e vi muitas maravilhas, mas até hoje nunca tinha visto um velório com bebidas finas, e bom tabaco, e o melhor dos cachimbos, e ninguém para os saborear senão uma mulher.
Nora Não ouviu o que eu disse, que ele tinha acabado de me morrer quando o sol se pôs, e como havia eu de sair para a ravina a dizer aos vizinhos, uma mulher sozinha sem casa nenhuma aqui por perto?

A Sombra da Ravina, JM Synge

Cavalgada para o Mar
Peça em 1 acto passada nas ilhas Aran que capta, como outras peças do autor, o diálogo Poético da Irlanda rural. A acção baseia-se não conflito tradicional das vontades humanas, mas na luta das gentes contra a crueldade do mar.

Nora (passando-lhe uma faca) Ouvi dizer que Donegal é bem longe daqui.
Cathleen (cortando o cordel) É pois. Esteve cá um homem há tempos – o homem que nos vendeu essa faca – e disse que se te pusesses a caminho para lá das rochas demoravas sete dias a chegar a Donegal.
Nora E quanto tempo levaria um homem, se fosse a boiar?
Cathleen abre a trouxa e retira um pedaço de uma camisa e uma meia. Olham para elas ansiosamente.
Cathleen (em voz baixa) Deus nos valha, Nora! E não será tarefa difícil sabermos se são mesmo dele?

Cavalgada para o Mar, JM Synge

Informação adicional

Peso 0.200 kg