A Paranóia / A Teimosia

10.00 

de Rafael Spregelburd
ISBN: 9789728972707
Edição ou reimpressão: 06-2014
Editor: Cotovia
Idioma: Português

Descrição

A Paranóia
O que seria da vida sem histórias? O seu poder de fascínio é inigualável. Contam a experiência humana, e a linguagem dá forma a personagens, espaços e acções e que distingue a nossa espécie das outras.
Uma travessia delirante pelo tempo, espaço e narração de histórias.
Hagen: Eu não sei se as pastilhas que o Claus toma terão efeitos secundários que não foram suficientemente estudados…
Claus: Estas pastilhas salvaram-me a vida desde que vocês ou outros como vocês me mandaram numa lata de sardinhas fazer contacto com não sei quem!
Hagen: E conseguiram!
Claus: Qual conseguiram!? Estavam todas mortas!
Hagen: Bom, em nome da ciência. Trouxeste as amostras!
Claus: Amostras de quê?

A Teimosia
Uma das peças mais surpreendentes de Spregleburd, passa-se em Valência em 1939, poucos dias antes da entrada das tropas franquistas. A acção decorre entre 17h e as 18h do mesmo dia, mas repete-se três vezes de pontos de vista diferentes (a sala de jantar da casa de Planc, a casa da sua filha e o jardim), de modo a que de cada vez recebamos novas informações.
Dmitri: Chamam-me para conhecer o projecto. Venho. Deito-lhe uma olhada. Não consigo dissimular o meu entusiasmo. É uma invenção revolucionária. E uma invenção da alma. A humanidade avança cada vez mais velozmente em direcção ao futuro. Não quer viver num mundo melhor?
Sanchis: Melhor sim, mas… no futuro?
Dmitri: Onde queria que fosse?
Sanchis: Agora. Aqui. Por que é que eu desejaria ir para o meu futuro? No futuro, vamos estar os dois mortos.
Dmitri: Porquê?
Sanchis: Acredite em mim.
Dmitri: Não seja teimoso. Nós somos homens de bem. A nossa missão é a preservação do futuro.

Informação adicional

Peso 0.200 kg